Marketing e Vendas

Meta Smart: conheça esse método infalível para traçar suas metas!

Igor Moraes Escrito por Igor Moraes em 21 de outubro de 2019

A metodologia “Meta SMART” serve para todo mundo, mas é ideal para profissionais de marketing e donos de empresas que buscam resultados mas não possuem um método para criar metas de sucesso.

Esse artigo é para você que está cansado do ciclo de decidir dar uma guinada no seu projeto, fazer um planejamento, criar uma planilha linda e organizada, deixar tudo guardado, trabalhar por 2 semanas seguindo o plano, depois perder isso de vista e agir no automático durante meses até decidir dar uma guinada definitiva (novamente).

Continue lendo para entender o princípio desta metodologia e aprender a criar metas eficientes para o seu trabalho ou até mesmo para sua vida.

Descubra como surgiu o método SMART

Você precisa saber que, apesar de smart significar inteligente em inglês, essa não é a origem do nome desta metodologia. Na verdade, S.M.A.R.T é um acrônimo criado pelo executivo George Doran em 1991 para as características Specifc (específica), Measurable (mensurável), Attainable (atingível), Relevant (relevante) e Timebased (temporal). 

O que George defende é que smart goals são uma ferramenta para gerar resultados para empresas, não são um checklist, nem são subjetivos. Quando ele criou esse método aplicou em diversos setores da empresa Washington Water Power, onde trabalhava. 

O que George Doran percebeu foi que o sucesso começa na elaboração de uma meta detalhada e concreta. 

Siga estes 5 passos para definir uma meta S.M.A.R.T.

Os passos a seguir são baseados nas características que sua meta smart precisa ter e nas perguntas que você precisará refletir para defini-la. Então foca na reflexão, pega um papel e anota seus insights!

Quando você concluir os 5 passos de reflexão, elabore uma frase clara que represente bem a sua meta. 

O processo de definir uma meta pode até parecer muito simples. No entanto, lembre-se que é preciso que faça sentido, tenha propósito e seja estratégica. O que vai definir a qualidade da sua meta, e por tanto o seu sucesso, é refletir e se informar sobre as suas possibilidades

1. Seja específico

Não adianta dizer “minha meta é aumentar as vendas”, afinal é isso que toda empresa quer. Você precisa ser bem mais específico!

Specific é a característica mais importante da meta SMART porque algumas outras servem para complementá-la de forma mais clara, como timebased.

Uma meta existe para te levar aonde você quer chegar, então trace a jornada cuidadosamente. É importante traduzir os resultados esperados em palavras precisas. Por isso busque clareza na hora de elaborar sua meta.

2. Estabeleça uma maneira de mensurar

De fato, mesurable é uma das características triviais de uma meta com possibilidade de sucesso. Sem isso como você vai saber que a alcançou?

A dica é buscar formas de mensurar por onde os números estão presentes, eles ajudam a guiar os resultados. Mas lembre-se que eles não são a sua meta.

Um exemplo claro de quando esses números podem atrapalhar o seu comprometimento com resultados verdadeiros é na sua estratégia de conteúdo para redes sociais. É comum que métricas de vaidade como número de likes ou de comentários sejam a bússola do conteúdo. 

Assim, é fácil cair na armadilha e postar conteúdos nada estratégicos do ponto de vista da jornada de compra do cliente só para aumentar o “engajamento”.

É ótimo que alguns objetivos são transformados em metas justamente quando pensamos na característica “mensurável”. Por exemplo, o objetivo de uma estratégia de comunicação pode ser simplesmente lançar uma nova campanha de downloads para um aplicativo de delivery.

Ao definir uma meta smart, você precisará questionar qual o resultado esperado, qual o marco deixa evidente que a meta foi alcançada e a partir disso poderá definir como será mensurada.

Seguindo o exemplo, a meta da campanha pode ser 100 downloads na primeira semana.  Assim, as metas se apresentam como ferramentas para garantir os resultados esperados.

3. Avalie se está ao seu alcance

Apesar de parecer óbvio, uma meta precisa ser alcançável. Não adianta ter uma meta até o final do mês que representa o melhor desempenho se ela não for possível dentro das suas condições.

Evite frustrações e avalie os recursos disponíveis para atingir sua meta antes de estabelecer. Qual a verba para investir nesse projeto? Como está o mercado? O que está a seu favor? O que está contra? Quem está na sua equipe agora? Como essas pessoas se sentem diante dessa meta?

Essas perguntas podem te ajudar a entender como tornar a meta alcançável. Nesse passo é que mora a inteligência das metas, é onde você tem mais espaço para refletir, pesquisar e procurar soluções criativas.

4. Considere a relevância

As metas smart precisam ser relevantes para o contexto atual do projeto. Considere o nível de dedicação que você e sua equipe vão precisar e se é compatível com a posição da meta na escala de prioridades.

Muitas vezes a meta surge de uma pessoa ou de uma demanda, mas existem outras 10 pessoas envolvidas e uns 20 projetos acontecendo em paralelo. É importante que a meta seja importante para as pessoas envolvidas e tenha impacto real no negócio do cliente.

Então se a meta que você está desenvolvendo depende do trabalho de outras pessoas para acontecer, reúna a equipe! Escute o que as pessoas têm a dizer e como se sentem com esse novo desafio. Assim você vai conseguir engajar melhor essas pessoas e ter uma equipe alinhada.

No entanto, se a meta tem muito mais a ver com o seu próprio trabalho, questione se ela faz sentido para a sua vida agora. Uma meta smart não é mais uma meta para você escrever e deixar quieta. Ela deve ser considerada importante porque ela exigirá esforços para ser alcançada.

5. Determine um prazo

Quantas metas você já determinou e nem chegou perto de concluir? É comum procrastinar, engavetar, esquecer ou mesmo desistir quando não se tem um prazo.

O prazo não pode ser apenas desejável. A característica timebased das metas smart vai além de exigir uma data que possa ser aleatória e figurativa, ela indica que você deve planejar o tempo de execução necessário da sua meta.

Metas com mais tempo do que o necessário podem te deixar relaxado e afetar o comprometimento, já as metas com prazos curtos demais inviabilizam o cumprimento.

O ideal é analisar os recursos disponíveis, criar um plano de ação e um cronograma. Você pode usar ferramentas online como o Trello ou o Runrun.It para gerir as atividades e ter visão do andamento da meta. Assim ficará mais fácil fazer ajustes e cumprir o cronograma.

Agora que você tem um método para criar suas metas deve estar ansioso para colocar em prática. Antes disso, que tal aprender 7 lições de marketing e vendas para melhorar seus resultados? Clique para ler o artigo.